Edição 2008 - Apresentação

III Seminário Internacional sobre Filosofia e Educação: Racionalidade, Diversidade e Formação Pedagógica - 2008

 

O III Semin√°rio Internacional sobre Filosofia e Educa√ß√£o ocorreu na Universidade de Passo Fundo/RS, entre os dias 24 e 26 de setembro de 2008. Com o foco concentrado na tem√°tica ‚ÄúRacionalidade, Diversidade e Forma√ß√£o Pedag√≥gica‚ÄĚ o evento aprofundou um debate sobre os desafios da forma√ß√£o pedag√≥gica no contexto contempor√Ęneo de um mundo cada vez mais complexo e plural. Neste sentido, analisou-se em que medida ainda √© poss√≠vel atualizar o sentido cl√°ssico do conceito de forma√ß√£o (Bildung) e que novos problemas sociais e pedag√≥gicos se apresentavam e que levavam a sua amplia√ß√£o. No √Ęmago de tal debate concentraram-se preocupa√ß√Ķes pr√°tico-pedag√≥gicas concretas que permeiam a sociedade brasileira, como, o alto √≠ndice de analfabetismo funcional e as dificuldades de leitura e interpreta√ß√£o de mundo, cada vez mais sentida pelas novas gera√ß√Ķes.

Deste modo, pensar sobre a educa√ß√£o no mundo contempor√Ęneo implica levar em considera√ß√£o dois fen√īmenos de extraordin√°ria repercuss√£o: a complexifica√ß√£o constante da sociedade e as profundas mudan√ßas paradigm√°tico-te√≥ricas. A complexifica√ß√£o social deixa-se mostrar, entre outros fatores, pela passagem da sociedade do trabalho para a sociedade do conhecimento; pela pol√≠tica nacional expansionista do ensino superior versus car√°ter massivo-mercantilista da educa√ß√£o e; por √ļltimo, por tra√ßos espec√≠ficos de um novo perfil de aluno que ingressa tanto na escola como na universidade.

Estas e outras situa√ß√Ķes sociais p√Ķem um conjunto de quest√Ķes a educadores e te√≥ricos da educa√ß√£o: o que significa educar em um contexto de flexibiliza√ß√£o do quadro fixo de profiss√Ķes? O que significa forma√ß√£o no contexto da educa√ß√£o massiva? Sobretudo, no que diz respeito √†s novas gera√ß√Ķes, formar em que profiss√£o e com base em que ideia de forma√ß√£o?

Do ponto de vista das mudanças teórico-paradigmáticas, destaca-se a necessidade de re-atualizar e ressignificar conceitos centrais da tradição pedagógica ocidental, como de formação, ensino e aprendizagem e interação pedagógica. Tais mudanças permitem, no fundo, que se repense o ato de ensinar e de aprender, visando aprofundar a complexidade que os constitui: quem ensina? Quem aprende? Como se ensina e se aprende?

As quest√Ķes acima esbo√ßadas conduziram a um debate acerca da amplia√ß√£o da ideia de processo pedag√≥gico e da necessidade de compreend√™-lo de modo cada vez mais vers√°til e din√Ęmico; tamb√©m conduziram √† problematiza√ß√£o dos pr√≥prios conceitos de educa√ß√£o e de forma√ß√£o.¬†

Tal conceito deve ser capaz de se contrapor criticamente aos tra√ßos essencialistas da metaf√≠sica ocidental e aos aspectos objetificadores das ci√™ncias positivistas, os quais formam o pano de fundo te√≥rico de tend√™ncias pedag√≥gicas modernas e contempor√Ęneas. Esta contraposi√ß√£o torna-se indispens√°vel tamb√©m porque tanto a Filosofia metaf√≠sica como as ci√™ncias positivistas, ao serem incorporadas pela linguagem pedag√≥gica, influenciam, cada uma a seu modo, a pr√°tica pedag√≥gica e o cotidiano escolar, misturando-se ao senso comum pedag√≥gico.

Para levar adiante a reformula√ß√£o do conceito de fundamenta√ß√£o e ampliar a ideia de forma√ß√£o √© indispens√°vel tratar o nexo entre a√ß√£o humana e a√ß√£o pedag√≥gica a partir dos conceitos criticamente problematizados de racionalidade, diversidade, a√ß√£o, linguagem e forma√ß√£o pedag√≥gica. Neste contexto, o III Semin√°rio Internacional sobre Filosofia e Educa√ß√£o: racionalidade, diversidade e forma√ß√£o pedag√≥gica, inseriu-se na programa√ß√£o comemorativa dos 40 anos da Universidade de Passo Fundo e com o intuito de fortalecer o Grupo Interinstitucional de Pesquisa ‚ÄúRacionalidade e Forma√ß√£o‚ÄĚ, tratou da problem√°tica acima delineada a partir de diferentes perspectivas e olhares.

Ao todo, o evento contou com 24 conferencistas brasileiros e tamb√©m estrangeiros, de pa√≠ses como a Alemanha, a Espanha e a Argentina. O apoio financeiro das ag√™ncias financiadoras nacionais (CAPES, FAPERGS, CNPq) e estrangeiras (DFG ‚Äď Alemanha) foram fundamentais para realiza√ß√£o do evento, que teve a participa√ß√£o de mais de 1.000 pessoas. As comunica√ß√Ķes foram publicadas em CD e os textos do conferencistas e participantes das mesas encontram-se publicados no livro ‚ÄúSobre filosofia e educa√ß√£o: racionalidade, diversidade e forma√ß√£o pedag√≥gica (UPF Editora, 2009).